UMA HOMENAGEM EMOCIONANTE

E não poderia ter sido mais emocionante, a homenagem ao nosso eterno bodyboarder Francisco Rosa, realizada no final da tarde de ontem, dia 24/01/2016, na Ponte Metálica, numa iniciativa liderada pelo grande diretor/head-judge da ACEAB (Associação Cearense dos Árbitros de Bodyboarding) e pioneiro da arbitragem cearense, Paulo de Tarso, o “Mano”, tendo as parcerias da FBCE (Federação de Bodyboarding do Ceará) e da ABBC (Associação de Bodyboarding do Ceará), e principalmente, a participação da família, a presença de muitos bodyboarders e de amantes do esporte.

É certo que Rosa nos deixou no dia 25 de janeiro de 2001, mas o domingo 24 foi escolhido, tendo em vista a possibilidade também da presença do maior número de amigos e de todos aqueles que continuam admirando nosso eterno e grande bodyboarder.

Antes do início da cerimônia, com a chegada da família do Rosa, a emoção começou a tomar conta, quando “Mano” deu um forte abraço na Dona Francisca, mãe do “Lio” (como Rosa era conhecido entre os mais próximos), e disse: “eu sei que é uma lembrança triste porque ele partiu, mas a senhora pode ter certeza que, o que seu filho fez em vida, nos anima e nos conforta, e ao mesmo tempo quero dizer para a senhora que, enquanto eu for vivo, enquanto essa galera for viva, o nome do Rosa jamais será esquecido, tudo em virtude do que ele fez em vida, do talento, e do que seu filho representa para o esporte ainda, ele está vivo!”.

DSC_4012  DSC_4021

A homenagem começou por volta das 16h, num dos espaços da Ponte Metálica, grande parte da família do Rosa esteve presente, inclusive o sobrinho e atleta máster Francisco Robson, conhecido por “Bob”, e toda ela foi dirigida pelo ex-árbitro de bodyboarding e atual locutor do circuito cearense, Ednardo Peixoto. A primeira etapa da cerimônia contou com discursos de amigos, do parceiro e de admiradores, tendo sido iniciado com as belas palavras de “Mano”, que não demorou para se emocionar, quando apontou também os motivos que fizeram de Rosa o precursor do crescimento do esporte no estado e no nordeste brasileiro.

DSC_3997  DSC_4046

Em seguida, foi a vez de Rogério Biola, o grande parceiro nas competições, que, também emocionado e ao lado de Jéssica Fernandes, filha do Bira Teixeira – o terceiro integrante do trio “os três mosqueteiros” – externou o sentimento de saudade do amigo, como também sua crença num futuro reencontro.

O cearense pentacampeão brasileiro Roberto Bruno, também usou das palavras, assim como Melk Lopes, o presidente da federação cearense Tom Santiago, nossa tricampeã mundial Isabela Sousa, além do amigo Evans (ex-árbitro) e de outro pioneiro na arbitragem cearense, João Fausto Moreira, irmão do “Mano”.

DSC_3986  DSC_4018

Muitos prestigiaram esse momento da cerimônia, como Ana Margarida (primeira campeã cearense 1986, quando ranking e eventos eram feitos pela ASF – Associação de Surf de Fortaleza) com seu irmão Luciano Praça (primeiro campeão cearense junior/mirim 1988); os atletas também antigões Ataliciano Pirata (primeiro campeão cearense amador 1988), Estelo Holanda, Daniel Holanda (campeão estreante da primeira copa cavalo marinho 1988), Ériko Vasconcelos, Nadja e Cristina; os profissionais da atualidade Tainan Monte (tri-vice-campeão brasileiro) e Eduardo Freitas (fundador e coordenador da escolinha do Icaraí); os proprietários na época da empresa Cavalo Marinho, Teresa Neuma e Raul Oliveira; o ex-presidente da ACEAB, Amadeu Júnior, o head-judge Walderi Júnior, como também o novo integrante David “Slow”; além de muitos outros que proporcionaram um momento muito especial, repleto de grandes testemunhos.

Em ato contínuo, todos se dirigiram para o final da Ponte Metálica, onde acompanharam a formação de um grande círculo de atletas no mar e participaram de uma prece comandada do centro pelo parceiro Rogério Biola e o sobrinho “Bob”. Rosas brancas foram jogadas ao mar, logo após outra prece foi realizada ao lado do espaço onde ocorreram os discursos, com a presença da atleta profissional Dalete Mousinho e do antigão e ainda atleta master “Betim” Colares (campeão cearense profissional 1996), tendo Ednardo Peixoto encerrado a homenagem dando um “viva” ao nosso eterno bodyboarder Francisco Rosa.

DSC_4070  DSC_4074

Foi uma tarde realmente inesquecível, e impressionou também por outros motivos, conforme nos externou Roberto Bruno: “Ontem na homenagem ao Rosa, dois fatos me chamaram a atenção. O primeiro é que o mar estava do jeito que ele mais gostava, com altas ondas !! O segundo foi que, justamente na hora em que faríamos o círculo na água, as ondas pararam, como se estivessem também homenageando o Rei do Bodyboard Cearense. Logo depois, as ondas voltaram a bombar!! Coincidência????”

Parabéns a todos que, de alguma forma, contribuíram para que essa merecedora homenagem fosse realizada!

Fotos: Marley Araújo

Na primeira imagem da matéria, Dona Francisca, a mãe do Rosa, jogando rosas brancas no mar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s