QUATRO VEZES BELA!

Como já estava se desenhando, nossa Isabela Sousa, na manhã desta sexta-feira, em Portugal, após derrotar atleta local na semi-final do Sintra Pro 2016, conquistou antecipadamente seu quarto título mundial, por ter vencido as duas primeiras etapas (Itacoatiara/Brasil e Arica/Chile), de um circuito com quatro.

Com essa façanha, Isabela Sousa se igualou em número de títulos conquistados às cariocas Glenda Kozlowski (87/89/90/91) e Stephanie Petersen (90/93/94/02), e encostou na capixaba Neymara Carvalho, a maior de todas na história mundial do esporte, com cinco campeonatos (03/04/07/08/09), aproximando ainda mais a possibilidade do estado do Ceará ultrapassar o Espírito Santo, e vir a se tornar o segundo maior do país nessa condição.

dsc_0240 dsc_0403 dsc_0137 dsc_0645

“Bela Belinha”, como é conhecida pelos mais próximos, é a maior atleta da história local do bodyboarding, pelo fato de ter conseguido um tetracampeonato mundial, título jamais alcançado por nenhum cearense, incluindo a categoria masculina.

Ela nasceu em 15 de dezembro de 1989, em Fortaleza e, portanto, atualmente tem 26 anos de idade. Começou a surfar em 2001, no Icaraí (onde residia), quando tinha 11 anos de idade, depois de ganhar seu primeiro bodyboard da cunhada, Marina. Porém, antes de se destacar no bodyboarding, Isabela jogava futebol de salão no colégio Januza Correia, em Caucaia, ganhando o apelido na época de “Ronaldinha”, e mudou de esporte por insistência do irmão surfista, Alex Sousa.

dsc_0700 dsc_0916 dsc_0991 dsc_4335

Foi aluna e monitora da EBI (Escolinha de Bodyboarding do Icaraí), fundada e comandada até hoje pelo grande bodyboarder profissional Eduardo Freitas, e sua trajetória fenomenal começou já em 2005, com apenas 15 anos, conquistando o título de campeã brasileira amadora, vencendo quatro das cinco etapas realizadas. No ano seguinte, quando decidiu se profissionalizar com somente 16 anos de idade, foi campeã latino-americana, vice-campeã brasileira profissional e já se encontrava entre as dez melhores do mundo.

Em 2008, chegou a liderar o circuito mundial, vencendo a etapa brasileira que ocorreu na Praia Costa Azul, Rio das Ostras/RJ. No ano seguinte, conquistou o tricampeonato latino-americano e o pan-americano, mas foi em 2010, de contrato renovado com a Pena, que heroicamente obteve os incríveis títulos de campeã brasileira e mundial. O primeiro título mundial foi obtido de forma antecipada no dia 31 de outubro daquele ano, depois de vencer uma bateria contra a carioca Nicole Calheiros, na etapa venezuelana do mundial. Mesmo perdendo o troféu daquele evento, para a espanhola Eunate Aguirre, Isabela teve um ano avassalador, subindo ao pódio em todas as etapas que disputou no circuito brasileiro e mundial.

dsc_3530 dsc_0150 dsc_5859 dsc_6073

Em 2011, treinando bastante com sua equipe, formada pelo técnico Orleans Acácio, o preparador físico Lino Délcio e a psicóloga Tábata Teles, Isabela conquistou o bi-campeonato brasileiro, o ISA BODYBOARD WORLD GAMES, mas ficou apenas com o vice no mundial.

No ano seguinte, 2012, “Belinha” começou forte e, pela primeira vez na história, venceu a etapa de Pipeline no Havaí, se tornando a nova rainha, derrotando na final a maior de todas e pentacampeã mundial, a capixaba Neymara Carvalho (03/04/07/08/09), além de Karla Costa, outra carioca e brasileira campeã mundial (1999). “Essa é a minha primeira final aqui em Pipeline e a primeira vez que eu venço. Isso é incrível. Estou muito feliz. Gostaria de agradecer a todos os meus amigos, familiares, patrocinadores e ao pessoal aqui do Havaí”, disse Isabela após receber o troféu de campeã das mãos do Tour Manager da IBA World Tour, Terry McKenna. Após essa vitória, outra na Austrália (The Box) e a terceira em Copacabana, no Rio Bodyboarding International, Isabela conquistou seu segundo título mundial, vencendo também a etapa venezuelana, na praia de Parguito, em Isla Margarita, numa final contra a brasileira capixaba, Maylla Venturin. Foi sua melhor temporada no circuito mundial.

DSC_4046 DSC02717 dsc_0227 dsc_6007

O tricampeonato foi conquistado em 2013, mais precisamente no dia 12 de outubro, após vencer semi-final contra a australiana Emma Cobb, também em Isla Margarita, fato ocorrido quase um ano depois de tê-la conhecido pessoalmente na Ponte Metálica (pico berço do bodyboarding cearense), no dia 15/12/2012, logo após ter competido pela primeira vez na categoria máster da última etapa do cearense daquele ano, no evento Pena Ponte Bodyboard 2012. Passado um semestre, a reencontrei quando já estava efetivado na ACEAB (Associação Cearense dos Árbitros de Bodyboarding), entidade presidida na época pelo grande Amadeu Júnior, e tive a honra de julgar várias baterias da Isabela, inclusive, quando ela conquistou o circuito cearense do ano seguinte (2014), título inédito na sua carreira como profissional. Nosso último reencontro foi durante a primeira etapa do mundial deste ano, em Itacoatiara Pro, quando me fiz presente como fotógrafo e onde presenciei o início deste tetracampeonato.

Isabela Sousa é ainda a terceira maior vencedora do circuito nacional, com dois títulos profissionais, juntamente com a carioca Jéssica Becker (13/14), e atrás apenas da Neymara Carvalho com nove (99/00/01/03/04/05/06/07/12) e da carioca Mariana Nogueira com quatro (88/91/93/94).

Parabéns Isabela, estamos orgulhosos de você!!!

Fontes:

http://cbrasb.com.br/

https://www.facebook.com/isabelasbb/

http://isabelasousabb.blogspot.com.br/

http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/

http://genesisbb.com.br/

http://www.esporte.ce.gov.br/

http://apbtour.com/2015/12/2016-apb-tour-schedule/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s