CELEBRAÇÃO HISTÓRICA NA TAÍBA

Depois do reencontro inaugural das duas primeiras gerações do bodyboarding cearense, no começo deste ano, no último final de semana aconteceu o segundo, já considerado inesquecível pela grande maioria, tendo em vista ter sido composto por confraternização e competição, mas também porque celebrou 30 (trinta) anos do primeiro circuito estadual.

O 2º Encontro Geração Morey Boogie, que reuniu pela segunda vez os “dinossauros” do nosso esporte, bem como seus familiares (esposas e filhos), e que foi apontado como um ensaio para o desejado circuito máster do próximo ano, ocorreu no Morro do Chapéu, dias 3 e 4. Contou com dois grandes momentos, o primeiro deles a confraternização, incrementada com um churrasco, e abrilhantada devido show da mais nova estrela do reggae cearense, natural da Barra do Ceará, o inconfundível Shalon Israel, além do dj Jess, daquela localidade.

dsc_9008 dsc_9064 dsc_9211 dsc_9100

A segunda parte do histórico encontro foi a competição, acontecida no domingo, transcorrida com a participação de 30 (trinta) competidores, 06 (seis) deles no feminino, e que teve como grande campeã Nadja Pernas, da Barra do Ceará, vencedora da primeira etapa do circuito cearense de 1990. Na segunda colocação, ficou Patrícia Brasil, campeã da 4ª etapa do mesmo estadual daquela década; Graziela Monteiro (campeã cearense 1987) conquistou o terceiro posto e Cristina Gomes (campeã cearense 1989) o quarto lugar. Ainda na mesma categoria, tivemos a participação de outras duas grandes atletas locais da Barra do Ceará, Kátia Cristina, vencedora da 3ª etapa do estadual de 1990, e Ana Paula.

No masculino, devido 24 (vinte e quatro) atletas presentes para disputa, competição teve quatro fases com oito baterias na primeira delas. Na inicial, Luis Gustavo (pentacampeão cearense) ganhou e levou junto com ele, para a próxima, Juan Garcia (campeão cearense open 1998). Na segunda, Carlos Wellington (3º lugar estreante na 2ª Copa Cavalo Marinho) venceu, e Carlos Ezequiel (9º ranking amador 1989) também avançou, deixando pelo caminho Fagner Rondinelle (vice-campeão brasileiro amador 1998). Na terceira, deu Melk Lopes (tricampeão cearense) em primeiro, passando com ele Alexandre Barros (local da Barra). Na bateria seguinte, numa disputa toda da Barra, venceu Genilson Santos, Emanuel Reinaldo avançou e Fagner Silva deu adeus à competição. Na quinta disputa, Rafael Moraes (bicampeão cearense) ganhou, levando com ele Oniel Ferraz (7º ranking pro/am 1991). Na sexta, Gustavo Tavares (campeão nordestino 1995) venceu, Wendel Nobre (8º ranking máster 2014) seguiu, deixando pelo caminho Robson Almeida e Alberto Maia (7º lugar júnior na 2ª Copa Cavalo Marinho 1989). Na penúltima bateria da fase, Josenir Paulino (6º ranking máster 2014) ganhou, levando consigo Marcos Morais (19º ranking brasileiro amador 1998), ficando no meio do caminho o atleta Adriano Monteiro (28º ranking máster 2015 até 2ª etapa). E na última, Alberto Colares (tetracampeão cearense) terminou em primeiro, o carioca Gustavo Gracia em segundo, e os desclassificados foram Ronaldo “Cebola” (7º ranking profissional 1990) e o local João Batista (campeão estreante da 2ª Copa Cavalo Marinho 1989).

dsc_9146 dsc_9250 dsc_9227 dsc_9222

Nas quartas, avançaram na primeira bateria Luís Gustavo e Melk, nessa ordem, que derrotaram Ezequiel e Emanuel. Na segunda, Juan venceu, levando consigo Carlão, ficando pelo caminho Alexandre e Genilson. Na terceira, Rafael Morais ganhou, Josenir ficou em segundo, e deram adeus à  competição Gracia e Wendel, respectivamente. Na quarta e última da fase, Betim voltou a vencer, Gustavo Tavares passou em segundo, e os desclassificados foram Marcos Morais e Oniel Ferraz. Na primeira semi, Gustavinho venceu pela terceira vez seguida, levando consigo para a grande final o campeão nordestino de 1995, Gustavo Tavares, e os dois ganharam de Carlão e Rafael. Já na segunda bateria daquela fase, Alberto Colares também triunfou pela terceira vez seguida, Melk passou em segundo, e eles deixaram para trás Juan e Josenir, nessa ordem. Na grande final, bateria já havia terminado quando Alberto Colares cometeu interferência, na última onda do Melk, ficando com a quarta colocação. Gustavo Tavares foi o terceiro, o “Moreno” terminou com o vice-campeonato da competição, mesmo obtendo a melhor média da disputa, e Luís Gustavo foi o grande campeão, levando troféu histórico para a Praia do Futuro.

dsc_9323 dsc_9307 dsc_9289 dsc_9219

Ainda sobre o domingo de competição, mas antes do início dela, todos prestaram homenagem às vítimas do terrível acidente envolvendo o time Chapecoense, na forma de oração e de um minuto de silêncio, inclusive, o quadro técnico (Mano, Peixoto, Walderi Júnior, Renato Casas, Renato Pinguim, Reginaldo Cabral e Vladinir Maciel) trabalhou de verde e branco, haja vista serem as cores do uniforme daquela equipe de futebol.

Grandes nomes do bodyboarding cearense apareceram de forma surpreendente, durante o torneio, proporcionando momentos emocionantes, como aquele com o campeão cearense amador sênior de 1989, local da Taíba, o grande Wilson “Sereia”. Mesmo ainda sofrendo por conta de um grave acidente de trânsito no passado, não deixou de prestigiar encontro, assim como Roberto Tuelho (6º no ranking profissional 1988), que teve parte da perna amputada. O grande Raul Oliveira, ex-proprietário da Cavalo Marinho, como também nosso pentacampeão brasileiro Roberto Bruno, enriqueceram encontro, assim como Evans Paixão (ex-árbitro da ABBC), Dalete Mousinho (campeã cearense open 2009), Léo Rycnan (ex-patrocinador do circuito cearense), Ana Lyvia (campeã cearense iniciante 2009) e Patrícia Fontenelle, as duas últimas locais da Taíba. Outra homenagem prestada também no domingo, foi feita por um dos familiares do finado bodyboarder Gracco Frota, que surfava na Praia de Iracema e era conhecido por todos os pioneiros do esporte no Estado.

dsc_9293 dsc_9243 dsc_9203 dsc_9248

O segundo encontro dos “dinossauros” cearenses, só foi possível graças contribuição deste site no quesito organização, mas também na comunicação e cobertura fotográfica; liderança e compromisso do Paulo de Tarso (Mano), que disponibilizou sua aparelhagem de som; motivação e força de Gustavo Tavares, que providenciou tenda e faixa; patrocínio dos troféus por Juan Garcia, através de sua empresa Atual Vidros; todo o apoio dado na Taíba por Teresa Neuma, da Cavalo Marinho; apoio de Alberto Colares e sua irmã, proprietária da Barraca Água de Côco, local do evento; patrocínio dos coletes de competição por Carlos Ezequiel, dono da Kcal Sports; patrocínio dos adesivos dos troféus por Leonardo Almeida, da Artetude Design; patrocínio dos kits de premiação dos finalistas por Tainan Monte, da Highscore; apoio da Novo Frio Refrigeração, de Fagner Silva; apoio da GPS Consultoria Imobiliária, de Genilson Santos; além do apoio da Aldeia Surf Escola, de Raphaela Bahia. E ainda, graças ao julgamento da ACEAB (Associação Cearense dos Árbitros de Bodyboarding) e homologação da FBCE (Federação de Bodyboarding do Ceará).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s