ARROJO BARRENSE

Há duas semanas, e a quase um ano e meio da sua segunda maternidade, nossa biografada conquistou aquela que considera ser a maior vitória de sua carreira: campeã profissional da primeira etapa do circuito cearense de bodyboarding 2017.

Dalete Mousinho, carioca de Nilópolis e hoje da Praia do Futuro, iniciou no bodyboarding em 2003, aos 14 (catorze) anos de idade, num pico onde conheceu seu esposo, Roberto Bruno, durante uma etapa de circuito brasileiro, mas também onde começou a maior vitoriosa do esporte, Neymara Carvalho, no final da década de 80 (oitenta). Trata-se da Barra do Jucu, balneário do município de Vila Velha, no Espírito Santo, conhecido pelas ondas, assim como pelas tradições religiosas e folclóricas.

DSC_0475 DSC_4101 DSC_0400 DSC_0854

Nossa homenageada teve muitos incentivos, mas o principal deles partiu do seu irmão Dan Mousinho que, além de presenteá-la com a primeira prancha, também a levou para participar do projeto social do Anderson Pinto, o “Gordinho”, hoje parte integrante do instituto da capixaba pentacampeã mundial. Para nossa biografada, um dos seus legados mais importantes foi construído nesse projeto, pois, além de aluna, também foi atleta e, sobretudo, instrutora.

Competiu pela primeira vez já no ano seguinte (2004), na categoria iniciante, numa etapa do circuito capixaba, conquistando no final da temporada seu inaugural título estadual e o reconhecimento de atleta revelação do estado. Na temporada subsequente, resolveu rivalizar também na sua terra natal, ainda no mesmo nível, mas como atleta capixaba, e obteve o importante título de vice-campeã carioca, haja vista ter tido 23 (vinte três) adversárias. Em 2006, se tornou amadora e conquistou dois campeonatos, o municipal de Serra/ES e o estadual capixaba, mas também disputou pela primeira vez o circuito brasileiro, conseguindo terminar ano na quinta colocação do ranking.

DSC_0412 DSC_0916 DSC_0912 DSC_3392

Depois de dois anos afastada das competições, devido sua primeira maternidade, voltou em 2009 ganhando seu primeiro título cearense na categoria amadora. Na temporada seguinte, foi vice-campeã municipal amadora de Fortaleza. Em 2011, quando se profissionalizou, conquistou o vice-campeonato cearense, perdendo na 1ª etapa da Praia do Futuro somente para a campeã estadual daquela temporada, Patrícia Setúbal. No encontro seguinte, no Icaraí, acabou em terceiro e, no último, novamente no quintal de casa, terminou em segundo, empatada com Renata Úrsula, hoje tricampeã estadual.

Em 2012, terminou em sexto no ranking e, no ano subsequente, voltou a ficar entre as três melhores do circuito cearense. Em 2014, acabou em quarto na classificação final, subindo ao pódio nas duas únicas etapas do certame. Na temporada seguinte, após terminar em quinto na última disputa do estadual, ao lado de seu ídolo Neymara Carvalho, voltou a ficar entre as três melhores, atrás somente da campeã daquele ano, Patrícia Setúbal, e de Isabela Sousa, até então tricampeã mundial. Como essa última etapa de 2015, também serviu como a primeira e única de 2016, ficou no quinto posto do ranking anual passado.

DSC_0492 DSC_0501 DSC_0547 DSC_0572

No começo desta temporada e, portanto, há quase um ano e meio de sua segunda maternidade, ela começou muito bem o circuito cearense, vencendo de forma emocionante a primeira etapa, acontecida de 17 a 19 de fevereiro, no Icaraí, debaixo de muita chuva, mas principalmente, com altas ondas. Numa final difícil, tendo em vista nível das atletas, Dalete Mousinho construiu sua vitória logo nas duas primeiras ondas, quando assumiu a liderança da disputa conseguindo dos juízes uma média 11,85 (onze e oitenta e cinco). Na última que pegou, ainda aumentou um pouco mais a vantagem que tinha, e comemorou como nunca a vitória obtida, afinal venceu a bicampeã cearense Patrícia Helena (2ª), a tetracampeã mundial Isabela Sousa (3ª) e a pentacampeã estadual Patrícia Setúbal, atual bicampeã cearense consecutiva da categoria. Com essa grande conquista, a biografada objetiva o seu primeiro título estadual profissional, mas também sua inédita participação no circuito mundial.

Foto de capa: Carol Monteiro

Todas as outras fotografias: Marley Araújo

5 comments

  1. Muito linda essa biografia, assinando embaixo como alguem que a companhou sua tragetória.
    Cristina Mousinho (mãe).

  2. Maravilhosa sempre admirei!!! Deus abençoe sempre, muito merecido, linda trajetória… Parabéns amigo por esse espaço histórico para nosso esporte!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s