APAIXONADAS PELO CEARÁ

Assumidamente apaixonadas pela “Terra do Sol”, orgulhosas de pertencerem ao bodyboarding cearense e com uma imensa vontade de prestigiarem a próxima etapa do brasileiro no Beach Park, a maioria das nossas meninas competirá, sim, somente uma etapa do circuito nacional deste ano, uma brigará pelo maior título (Patrícia Setúbal) e todas são unânimes em afirmar que vão para cima das concorrentes das outras federações.

Teremos cinco atletas na categoria profissional nessa última batalha do circuito brasileiro que se aproxima (Patrícia Setúbal, Renata Úrsula, Dalete Mousinho, Rebecca Fontenelle e Natália Silva), além da Jamille Carvalho na amadora, e todas estão muito empolgadas na participação que farão na grande festa do bodyboarding que nosso verde mar propiciará, afinal, são movidas por um sentimento extremamente intenso. Essa paixão que movimenta os atletas cearenses não é de hoje, pois, no início da história do esporte, chegamos a figurar como a segunda potência do país, graças a um extraordinário trabalho que nossos pioneiros atletas, dirigentes e árbitros realizaram. Mas temos números mais do que atuais que provam essa nossa continuada importância para o bodyboarding nacional. Pegamos o ranking do circuito brasileiro, no site da confederação, e nos debruçamos sobre os algarismos.

Levando em consideração as três primeiras etapas já realizadas, o Estado do Ceará se encontra na terceira colocação, com 45 (quarenta e cinco) atletas, de uma lista de doze federações que foram representadas nessas disputas, perdendo somente para o Rio de Janeiro (108) e Espírito Santo (72). Todavia, um fator faz toda a diferença: nenhum desses eventos aconteceu na região Nordeste, e sim, dois no Sudeste e um no Sul. Portanto, nossos competidores, mesmo tendo que atravessarem o país para competirem, foram mais numerosos que os próprios sulistas, que já fizeram uma etapa. Ficamos na frente do Paraná (4º), Santa Catarina (5º), Bahia (6º) e São Paulo (7º), todos mais ricos que nosso estado, segundo a última lista por PIB (Produto Interno Bruto) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Outro dado importante é sobre nossa condição frente aos outros estados nordestinos. Nessas três etapas já realizadas o Nordeste acabou sendo ultrapassado pelas outras duas regiões porque teve 76 (setenta e seis) atletas inscritos, enquanto que Sudeste teve 196 (cento e noventa e seis) e Sul 87 (oitenta e sete). Entretanto, dessa quantidade da nossa região, 59% foram de cearenses, ou seja, 45 (quarenta e cinco) competidores, mais do que o dobro da segunda colocada, a Bahia, que foi representada somente por 18 (dezoito) atletas.

Faltam, praticamente, quinze dias para esse grande evento no nosso estado, recordes de inscrições já foram batidos em várias categorias e caminhamos para uma posição mais do que destacada no cenário nacional. Com certeza, os números que virão impressionarão a todos e provarão, mais uma vez, que somos os mais apaixonados pelo bodyboarding no Brasil.

Fotografia: Marley Araújo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s