TOM DO CEARÁ

Na condição de único dirigente do Ceará que conseguiu ocupar a diretoria de uma entidade nacional, ele foi também um dos três da história que realizou uma etapa do circuito brasileiro no nosso estado e, ainda, o responsável pela maior premiação da era moderna do bodyboarding cearense.

Wellington Santiago, muito conhecido por “Tom”, começou a praticar bodyboarding no mês de dezembro de 1999 e foi logo conquistando o vice-campeonato estadual da categoria estreante no seu segundo ano de esporte. Mudou de nível na temporada subsequente e voltou a obter o vice-campeonato cearense, desta feita, na iniciante, chegando a vencer a terceira etapa no Icaraí. Em 2002, terminou em quinto no ranking cearense da categoria open, em sétimo na profissional e em décimo quarto no ranking nacional amador, alcançando esse resultado com apenas três participações num total de oito. Em 2006, competiu pela primeira vez numa etapa de mundial (Rio das Ostras/RJ) e repetiu essas participações internacionais nas temporadas seguintes.

Como dirigente, vai terminar sua “era” já sendo considerado por todos como um dos melhores que o bodyboarding cearense teve, inclusive, realizando uma das maiores etapas de circuito estadual da história (2016) com a marca expressiva de 180 (cento e oitenta) inscritos, a maior premiação que o esporte ofereceu (R$16.000,00) e a presença de grandes atletas de outros estados com nível internacional, que foram a capixaba pentacampeã mundial (Neymara Carvalho) e o catarinense tricampeão mundial do ISA GAMES (Éder Luciano).

Sua gestão realizou cinco temporadas do circuito estadual (2012 a 2016 e 2019) e logo no primeiro ano conseguiu o feito de incluir o pico berço do bodyboarding cearense (Ponte Metálica) como sede da última etapa, depois de tanto tempo de ausência. Durante sua passagem à frente da federação, a associação arbitral (ACEAB) foi criada, cinco cursos para formação de novos árbitros foram realizados, aconteceu a terceira palestra de Guilherme Tâmega no estado, duas homenagens ao Francisco Rosa, o retorno de grandes do esporte (Paulo de Tarso, Miguel Ângelo, Ednardo Peixoto) e o surgimento deste site.

Foi durante sua administração que Isabela Sousa conquistou mais três títulos mundiais (12/13/16), se tornou a maior vencedora de etapas da história desses circuitos (ultrapassando Neymara) e Roberto Bruno alcançou a sétima colocação do ranking mundial com um heroico vice-campeonato na temida onda de Arica (maior resultado internacional, fora do país, de um cearense). Para completar, foi com ele à frente do bodyboarding cearense que nasceu nosso circuito master e que tivemos a volta ao esporte de inúmeros atletas das primeiras gerações.

Mas foi há dois anos que conhecemos sua maior onda, após se tornar diretor regional da confederação brasileira: colocou na praia uma etapa do circuito nacional, dezesseis anos depois daquela última feita na gestão Miguel Ângelo (2002). Diante do sucesso desse evento (4ª etapa/2018), que aconteceu no Beach Park, Tom Santiago acabou subindo outro degrau, o mais importante de todos, e virou vice-presidente da gestão atual (2019 – 2021) da maior entidade do país (CBRASB), entrando para a história como o único que alcançou tal façanha, apesar de termos tido outros grandes dirigentes, como Paulo de Tarso, o primeiro deles.

Fotografia de capa: Marley Araújo

Outras fotografias: Marley Araújo, Justi Freitas, Marcelo Freire, Elmo Ramos e Markos Montenegro.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s